Em tempos de crise é preciso “manter a cabeça no lugar”...

Em tempos de instabilidades, surgem grandes heróis e salvadores da pátria.

Por Leonardo Ferrari 12/01/2018 - 23:50 hs
Em tempos de crise é preciso “manter a cabeça no lugar”...
Em tempos de crise é preciso “manter a cabeça no lugar”...

A história mundial é repleta de registro de crises e conflitos, o mundo vive assim e sempre vive: É problema ambiental, dificuldades econômicas, questões sociais, violência, desamor, falta de tolerância, guerras, por aí vai. Basta levantar os olhos e seremos abarrotados por um turbilhão de notícias das problemáticas do país e do mundo.


Diante de tantos conflitos, de tantas divisões na sociedade, do desejo do ser humano de estar de um lado ou do outro, da vontade de expressar as opiniões a todo o momento e sempre, e assim ser levado por toda maré de pensamentos e argumentos sobre absolutamente tudo, que se devem tomar cuidados. Em tempos de instabilidades, surgem grandes heróis e salvadores da pátria que buscam arrebanhar pessoas devotas e com isso promover o ódio, e assim, encher o mundo com mais crises.


Basta lembrar que, na Alemanha devastada pela crise, pagando todos os encargos possíveis, frutos da Primeira Guerra Mundial, com uma população se reerguendo, em meio a um conflito de dualidade de ideias que dividia o mundo, um período suscetível ao surgimento de novas ideologias e novos guias mundiais, que surge Hitler e suas ideias de limpeza racial, e que nos anos que se seguiu transformou uma Alemanha quebrada em um império, mas um império que cometeu grandes atrocidades contra a humanidade.


Em tempos de crise, é necessário manter a cabeça no lugar, olhar firme para frente, sem perder a esperança, e cair na descrença; sem deixar de lutar, tomar posição, mas tomar cuidado com os “heróis” que por aí surgem. Democracia, tolerância, respeito, acolhimento, aceitação são valores que não podem ser negociados.


Leonardo Ferrari Silva, formado em Licenciatura em História pela Faculdade Barretos