Tribunal prorroga concessão de linha férrea em trecho que beneficia Colômbia

A concessionária terá o prazo de quatro anos para modernizar e recuperar os trechos

Por Portal NC 21/05/2020 - 21:41 hs
Foto: Tininho Junior
Tribunal prorroga concessão de linha férrea em trecho que beneficia Colômbia
Tribunal prorroga concessão de linha férrea em trecho que beneficia Colômbia

O ministro do Tribunal de Contas da União, Augusto Nardes, autorizou a renovação antecipada do contrato de concessão da Malha Ferroviária Paulista entre o Governo Federal e a Rumo Logística. A medida tem validade por trinta anos e irá beneficiar os trechos Araraquara, Pradópolis, Barretos e Colômbia. O investimento na malha paulista deve chegar aos seis bilhões de reais.

A deliberação foi comemorada pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Em seu perfil no Twitter, Freitas lembrou que, com a renovação, o objetivo é dobrar a capacidade da ferrovia. "Ministro do TCU, Augusto Nardes acaba de autorizar novo contrato para a Malha Paulista. R$ 6 BI em investimentos e dez mil empregos nos próximos cinco anos. Dobraremos capacidade da ferrovia", escreveu o ministro.

Freitas também pontuou que essa é a primeira renovação assinada "dentro da linha do Pró-Brasil", plano do Governo Federal para recuperação social e econômica - que, no âmbito do Ministério da Infraestrutura, é anterior à crise do novo coronavírus. "Estamos prestes a iniciar mais um capítulo importante para a maior revolução sobre trilhos de nossa história recente", disse.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres informou que a concessionária terá o prazo de quatro anos, a partir da assinatura do termo aditivo, para modernizar e recuperar os trechos.  

“Eu como superintendente do Meio Ambiente, fiz um ofício ao Ibama devido à área da linha férrea ser federal e, junto com os produtores rurais, registramos um boletim de ocorrência no ano de 2011, pois a ALL e a outra empresa de logística que tinha a concessão limpava a área com fogo, causando grandes incêndios em propriedades e destruindo toda a linha, além de ter abandonado estas áreas, ficando à mercê de ladrões de trilhos. Espero que não demore tanto a recuperação do trecho de Colômbia”, disse Maria Inácia, bióloga e coordenadora da Defesa Civil de Colômbia.








Deixe seu Comentário

1. Todos os comentários suscetíveis de serem considerados difamatórios e ofensivos, contendo linguagem imprópria e deselegante, e que visem o autor do artigo, dos responsáveis e colaboradores do Portal Notícias Colômbia ou do autor de outro qualquer comentário, denegrindo, dessa forma, a imagem do Portal, serão excluídos. Esta regra será também aplicável aos que dissimulem tais expressões ou que as substituam por expressões não conotadas como impróprias mas com as mesmas intenções apontadas.
2. Os comentários que, pela sua publicação repetitiva, tenham um conteúdo paulatina e reiteradamente utilizado com o objetivo de “boicotar” o tema ou assunto em discussão, devem, de igual forma, ser excluídos.
Os visitantes do portal, de resto, possuem toda a liberdade para se expressarem sobre os temas ou assuntos publicados, sempre em obediência às duas regras atrás enunciadas, assumindo, porém, toda a responsabilidade pelo conteúdo e sentido dos seus comentários.
Quem reincidir mais do que três vezes na publicação de comentários em infração dos pontos 1. e 2. incorre no bloqueamento do seu acesso ao Portal, sempre após deliberação dos responsáveis pelo Portal.